aβsynto Vocέ: Você sabe o que é Estupro Consensual?

 

"Há quem diga que todas as noites são de sonhos.Há também quem garanta que nem todas, só as de verão.Isto não tem muita importância. O que interessa mesmo são os sonhos..."

Visite o link abaixo...

segunda-feira

Você sabe o que é Estupro Consensual?


Uma amiga ao ler o post me deu um tok sobre "Estupro Consensual", achei interessante passar pra galera do Absynto afinal, eu não tinha idéia dessa viagem. Abaixo segue uma parte do texto da amiga Atrê do blog ConversaAtrevida, pra ler o post inteiro clica no link abaixo, você vai amar o site... bem caliente!!! Segue Ipsis Literi parte do post...Degustem

"cala a boca", me acompanha...
Ainda me colocando atrás de você fui te guiando a uma rua mais adiante, mais tranqüila e deserta... Você me perguntou para onde eu tava te levando, o que faria com você "cala essa boca" eu procurava falar pouco pra q você n percebesse, e ao mesmo tempo ser grosso pra te intimidar. Tava c medo de estar pegando pesado d+, mas agora n tinha mais jeito... quando chegamos a um lugar isolado, eu mandei você soltar a bolsa no chão, assim q você o fez eu te virei pra mim e encostei contra um muro, e você pôde me ver ... ainda c carinha de assustada, aos poucos foi mudando p uma expressão de raiva... mas eu mantive a firmeza, te olhei e avancei p seu pescoço, boca p te beijar.. segurava as suas mãos contra o muro e me roçava em você... você tava c raiva pelo q eu tinha feito e tentava resistir, fugia a sua boca da minha... e tentava se afastar de mim, inútil porque você estava imprensada no muro por mim. "vai tentar lutar é safada? continua, assim fica mais gostoso. e se gritar, apanha!", foi o q falei ao mesmo tempo em q apertei mais o meu corpo contra o seu... e comecei a me roçar... Segurei as suas mãos c uma das minhas apenas, c a minha mão livre segurei firme o seu rosto e assim pude beijar a sua boca, você ainda tentou resistir a minha boca até quando contraí o meu pau contra você... e você percebeu o quanto eu tava excitado, então parou de resistir. Você vestia uma saia longa o suficiente p tornar-se apropriada para o trabalho e uma blusa de botões (tipo essa do seu avatar..). soltei o seu rosto e abri a sua blusa c pressa...alguns botões caíram no chão... você olhou p mim surpresa, sem pensar muito eu caí de boca em teus seios... apertando c a mão, beijando, coloquei teu sutiã de lado e comecei a chupar os biquinhos, dar mordidinhas e lambidas... você começou a suspirar, respiração ia ficando pesada aos poucos... eu levantei e olhei p você sério... "ta gostando eh piranha?"... você, já entrando na onda... "claro q não, me solta" e tentou me empurrar, se desfazer de mim... "me solta, eu vou gritar se você n me soltar", como eu n te soltei você se preparou p soltar um grito... e eu soltei um tapa em seu rosto... você ficou muito brava c isso, mas eu n dei muita importância, voltei a te prensar contra o muro c firmeza... você n deixava eu beijar a sua boca novamente... a minha mão livre agora eu levei para a sua saia, comecei a levantar... e você falava q n, pra eu parar c isso, q não queria... subi a minha mão pela sua coxa e te apertando mais contra mim, escorreguei agora a mão para o meio de suas coxas e te apertando mais contra mim, escorreguei agora a mão para o meio de suas coxas e fui subindo ela até tocar sua buc***** por cima da calcinha... dei uma apertadinha e suspirei "q delícia!", você respirou fundo enquanto eu fazia isso... Você estava quente, e a sua calcinha úmida c o seu tesão... Tirei minha mão de lá e comecei a abrir a minha calça... "o q você está fazendo?", você perguntou "n, por favor.. n faz isso", falava enquanto tentava afastar o meu corpo do seu... eu olhei p você c a calça, já aberta, voltei a mão a sua buc****, puxei a sua calcinha e a arranquei fora... Coloquei meu pau p fora da cueca... e falei p você "relaxa e goza agora, safada"... Encostei meu pau na entrada da sua buc***** meladinha e meti de uma só vez te arrancando um gemido... n sei se de dor, de tesão ou os dois juntos... mas você apoiou a sua cabeça sobre meu ombro na primeira estocada... e continuei a meter c vontade... levantei a sua coxa c a mão, segurava forte nela...Nós dois agora estávamos gemendo de prazer... Muito prazer!!!
Eu metia forte, como se quisesse meter cada vez mais fundo, o barulho dos nossos corpos se chocando ia se destacando, e isso ia me fazendo meter com mais vontade... Soltei as suas mãos e levantei a sua outra perna, te segurando em meu colo... Você enlaçou as suas pernas em minha cintura... te afastei do muro... Você começou a subir e descer gostoso em meu pau... e a rebolar... você me via, suar... c as mãos tentou tirar o moletom q eu ainda vestia... primeiro um braço, depois o outro... Enfiou as mãos por dentro de minha camisa... cravava as unhas em minhas costas e descia arranhando... isso doeu um pouco e eu te encarei... você soltou um sorriso safado e eu dei uma metida mais forte, puxando o seu corpo em sentido contrário à investida do meu pau... e começamos a nos beijar como loucos... eu metendo cada vez mais rápido, nossos gemidos se cruzavam... seus braços e abraços nos apertavam cada vez mais forte... minhas mãos te segurando pelo quadril me permitiam meter com segurança... você começara a pedir p eu te foder gostoso, meter mais forte, eu batia e apertava sua bunda... "isso, meu tarado, me fode, vai... me fode mais q eu vou gozar... aaah, aaah... vai, meu tarado gostoso!" metendo cada vez mais rápido, mais forte, n resistimos muito mais e gozamos soltando um último gemido de prazer, fomos relaxando nossos corpos, você ainda rebolava de leve c meu pau ainda dentro de você. voltei a te encostar na parede, te beijei e fui soltando as suas pernas c cuidado. nós dois respirando ofegante, nos olhamos e demos um sorriso. Demos mais um beijo, q foi intenso e cheio de carinho, nos afastamos um pouco e fomos nos recompor.
Coloquei meu pau de volta dentro da cueca, fechei a calça e peguei o moletom q estava jogado no chão. Você ajeitou sua saia, dei risada quando lembrei q havia rasgado a sua calcinha e quebrado uns botões da sua blusa... Guardei a sua calcinha comigo e te emprestei o meu moletom p colocar sobre a blusa arrebentada."

3 comentários:

  1. Anônimo20/1/09

    Que doidera é essa miguxa?
    Tem que faze um Meme disso... Pega uns blogueiros e vamo vê que que o blogonautas pensam... Dá rock, viu!
    d'Eskina

    ResponderExcluir
  2. d'Eskina,
    minha "mana" da madruga, bem interessante...Gostei da idéia.
    Meiguinha

    ResponderExcluir
  3. Anônimo19/5/11

    nossa sera q é verdad isso????

    ResponderExcluir

E aí, gostou? Deixe sua marca...

Loading...

Cicatriz

Quem disse que mudei? Não importa que a tenham demolido. A gente continua morando na velha casa em que nasceu.

   Mário Quintana [pensador] www.pensador.info

 
diHITT - Notícias