aβsynto Vocέ: Ao Amor Antigo

 

"Há quem diga que todas as noites são de sonhos.Há também quem garanta que nem todas, só as de verão.Isto não tem muita importância. O que interessa mesmo são os sonhos..."

Visite o link abaixo...

domingo

Ao Amor Antigo

O amor antigo vive de si mesmo,

Não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede. Nada espera,
Mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
Feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
E por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
Aquilo que foi grande e deslumbrante,
O antigo amor, porém, nunca fenece
E a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
E resplandece no seu canto obscuro,
Tanto mais velho quanto mais amor.

[Carlos Drummond de Andrade]

Por que meus olhos me traem?

Por que meu coração ainda se aquece somente por vê-lo?

Seu olhar atrai o meu e quando se deparam... retribuis. Retribuo!

Fujo da masmorra a que me condenaste!

Finges deixar a porta aberta...Falso! 

  Sabes que as correntes que me prende a ti não se rompem facilmente. Foi tecida dia após dia...

     Com gestos sutis, olhares de soslaio, desejos velados, como quebrar os grilhões?!

[Eu]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí, gostou? Deixe sua marca...

Loading...

Cicatriz

Quem disse que mudei? Não importa que a tenham demolido. A gente continua morando na velha casa em que nasceu.

   Mário Quintana [pensador] www.pensador.info

 
diHITT - Notícias